domingo, 28 de outubro de 2012


Talvez, algum dia, a solidão venha a ser adequadamente reconhecida e apreciada como mestra da personalidade. Há muito que os orientais o sabem. O indivíduo que teve experiência da solidão não se torna vítima fácil da sugestão das massas.

Um comentário:

SILÊNCIO DA MINHA ALMA disse...

Maria Jose: Não quero que a solidão seja reconhecida dessa forma,
BEIJOS
Santa Cruz